Amateur

Alexandre da picha grossaChamo-me Alexandre e tenho 18 anos. Sou de pele clara, olhos e cabelos castanhos, 1,80 m. Namoro há 4 meses com Alice, 19 anos, morena, cabelos castanhos claros, olhos verdes, baixa, com um corpo normal e agradável, tetas durinhos ao toque e uma peidinha muito gostosa: o seu rego é macio e sensível ao toque.Como disse, namoramos há mais ou menos 4 meses. Eu vou a casa dela buscá-la para sairmos ou ficar à conversa, porém nunca tive muita liberdade com a mãe dela, que por sinal é uma bela mulher. Chama-se Fernanda, 43 anos, casada, mas com um corpo muito bem conservado.Fazia algum exercício no ginásio, cabelos loiros (pintados) até aos ombros, olhos verdes. Um bom corpo para cota, lol. Ela nem parece ser a mãe da minha namorada. Umas mamas fartas e de aspecto delicioso, coxas firmes e uma peida que é um tesão. Ela usa muito saias e calças apertadas mostrando o seu corpo espetacular.O seu marido trabalha como vendedor e passa muito tempo fora. Apesar desses 4 meses de namoro com a Alice nunca tive muita intimidade com ela; só mesmo uns amassos e roces no rego do cu: gosto de lhe massar o dedo imaginando o olhinho do cu a piscar de tesão.O que eu queria mesmo era sexo anal: nunca consegui comer um cuzinho, embora tenha tentado algumas vezes. Mas porque o meu caralho é grosso foram muitas tentativas infrutíferas. Contentei-me apenas lamber e enfiar o dedo no cuzinho das putinhas que já fodi.Com a Alice, não perdemos illegal bahis tempo. Vamos para o quarto dos pais dela e fodemos bem: ela gosta de chupar-te a picha, o que faz bem, até eu aleitar a sua boca. Ela engole a minha esporra e depois fazemos uns linguados a fundo. Eu também lhe mamo a cona, fazemos um 69 deliciosos e lambo o seu cuzinho. Já a fodi em varias posições e sempre e já cheguei a esporrar nela umas 3 vezes na mesma tarde. Fica com a paxaxa a escorrer leite do meu…Um dia, durante a semana, passei na casa da Alice para fazer uma visita, porém ela tinha saído para fazer um recado urgente à mãe e eu nem tinha recebido o sms avisar-me, por falta de rede. O pai não estava e a mãe estava sozinha em casa.A sua mãe muito hospitaleira convidou-me para entrar. Insinuei que voltaria mais tarde, mas devido à insistência dela resolvi entrar um pouco.Ela estava com uns jeans e uma blusa, disse para eu a esperar na sala que ela ia mudar de roupa.Passados uns 5 minutos ela retorna, com um calção azul que deixa totalmente exposta aquelas coxas belíssimas e uma blusa ligeira.Meu pau latejou logo, ela era muito tesuda. Sentou-se ao meu lado e começamos a conversar, eu já estava de pixa dura com aquela mulher deliciosa ao meu lado. Acho que ela notou e aproximou-se mais, senti que o algo estava mudando entre nós.Ela disse que andava sentindo falta do seu marido, muito ausente de casa. Ela sentia-se muito carente e abandonada. Decidiu illegal bahis siteleri mostrar-me umas fotos que ela tinha tirado da última viagem, e como estavam no armário em frente ao sofá, levantou-se passou na minha frente e ao virar- se para agarrar o álbum mostrou toda aquela peida imensa (fez de propósito com certeza).Deixei o caralho mais a vontade e duro, abri mais as pernas para ela notar o volume e disse“D. Fernanda, a Alice tem a quem sair… A senhora é muito bonita”Ela deu um sorriso e disse “humm, achas? Mais só provando para ter certeza, e carente como estou, acho que gostaria muito saber como seria essa comparação”Não aguentei e a puxei para o meu colo com um movimento brusco, ao sentar-se no meu colo ela sentiu meu caralho duro e imediatamente começou a beijar-me.Ela beijava-me de uma forma espetacular, puxava meus cabelos, a sua língua dava voltas em torno da minha, comecei a apertar as suas mamas fenomenais e tirei-as para fora da blusa e comecei a mamar numa: que tetas boas, foda-se! Fartas, cheias, os bicos duros… Ela gemia e sem dizer nada, levantou-se e tirou toda a roupa rapidamente e ajoelhou-se na minha frente: tirou o meu pichotão para fora e começou a mamar nele, chupava com vontade, com ganas, com fome de caralho que tinha há meses.Pediu-me para tirar a minha roupa e sentar-me no sofá, o que fiz rapidamente. Ela sentou-se no meu caralho super teso de uma só vez.A sua rata estava molhadinha e canlı bahis siteleri entrou facilmente, ela começou a rebolar no meu pau e gemia alto, comecei a alisar sua peida e a passar o dedo no seu cuzinho, senti que ela respirava fundo.Ficou de 4 no sofá e pediu para eu estocá-la com força: coloquei meu caralho de uma só vez e comecei a bombar na cona dela. Começou a gritar que estava a vir-se, abaixou a cabeça no sofá e veio-se apertando meu pau com sua paxaxa.Logo após, e ainda de quatro, ela tirou meu pau todo babado com sua esporra vaginal e começou a colocá-lo no seu cuzinho. Tomei conta da situação e comecei a enfiar meu caralho melado no seu cuzinho, onde ia entrando bem devagar, gemendo e dizendo:Come meu cu, cabrão, anda lá, mete no meu cu.Adoro um cu, isso excitava-me ainda mais. E após entrar todo no seu cu, ela começou a rebolar com força, levando-me a revirar os olhos, as pernas começaram a tremer, não aguentei e esporrei-me dentro da peida dela.O tesão por aquele cu era tão grande que meu pau continuava teso e voltei a bombar no rabinho dela, sem ter tirado de dentro. Comi aquele cu durante uns 30 minutos: ela sentou-se, ficou de frente, de quatro, comi o cu dela em varias posições… Estávamos exaustos e eu não tinha ainda esporrado segundo vez.Começou então a bater-me uma punheta e acabei esporrando na sua boca e acabámos com um linguado de leite…. Fomos tomar um duche, onde demos mais uns deliciosos amassos.Chupei ela mais um pouco no grelo durinho! Terminado o banho, vesti a minha roupa, e estava a ir embora quando ela me disse que iria querer mais. Sente-se muito carente e eu teria que me dividir entre ela e sua filha.O que fiz sempre que ela queria.

Kategoriler:

Genel

Yorum Ekle

E-Mail Adresiniz Yayınlanmayacak. Zorunlu Alanlar *

*